CID Imóveis

Apesar da crise econômica causada pela pandemia do COVID-19, estamos vivendo o melhor momento para comprar imóvel no Brasil. No início do ano, quando foi decretada a pandemia e as medidas de isolamento social, obviamente pensamos que esse ano estava perdido para mais venda e locação de imóveis no Brasil.

Porém, para a nossa grande surpresa, é o melhor momento para comprar imóvel no Brasil. O setor imobiliário está batendo recordes de venda de imóveis e nós vamos explicar o que tem provocado isso. Portanto, se você ainda está se perguntando qual é o melhor momento para comprar imóvel, já está perdendo a sua grande chance, porque a resposta é: agora! 

O que provocou o aumento na venda de imóveis no Brasil?

Apesar do susto com a crise econômica causada pela pandemia do COVID-19, os governos e instituições financeiras tiveram que tomar medidas para manter o mercado ativo de forma geral. Conheça abaixo os principais motivos para o aumento da venda de imóveis no Brasil!

Juros baixos no Brasil

Segundo a Abrainc e a Fipe, as vendas de imóveis no primeiro semestre de 2020 foram as maiores desde 2014. Entre janeiro e junho de 2020, foram registrados mais de 61.600 imóveis vendidos, representando um crescimento de 10,6% em comparação ao primeiro semestre de 2019.

Isso tudo graças aos juros baixos no Brasil e, principalmente, à queda na taxa Selic, que é a taxa básica de juros da economia brasileira e pela qual os bancos se baseiam para definir os juros cobrados em empréstimos.

Em setembro de 2020, a taxa Selic caiu para 2% ao ano, considerado o menor patamar desde que foi criada. E como a taxa Selic é a referência para a cobrança de juros, a sua queda impacta diretamente nos juros do crédito imobiliário e de forma muito positiva! Significa que as taxas de juros estão muito menores do que antes e está mais barato fazer um empréstimo para financiar a compra de um imóvel. 

Crédito imobiliário facilitado

Além da taxa Selic causar uma queda na taxa de juros dos financiamentos imobiliários, outro benefício também impacta direta e positivamente o comprador. Com isso, os bancos também diminuem a renda mínima exigida para investimentos imobiliários. Isso significa que existe a possibilidade de você comprar um imóvel melhor!

Leia também: O que é melhor: alugar ou comprar um imóvel em Cuiabá?

O momento também é propício para locação

No setor de locação, os proprietários de imóveis estão muito mais flexíveis com o valor do aluguel: estão negociando para manter seus inquilinos e diminuindo o preço de imóveis desocupados para encontrar um locatário o mais rápido possível. 

Por exemplo, muitas pessoas foram demitidas porque as empresas tiveram que cortar gastos de forma brusca para conseguirem se manter ativas em seu mercado. Consequentemente, muitas pessoas  ficaram com dificuldades de pagar despesas habituais, como locação. Aquelas que possuem reserva de emergência, tiveram que focar em coisas básicas para sobrevivência: compras de mercado, produtos de higiene etc.

Então, uma das medidas aprovadas pelo Senado foi o Projeto de Lei 1.179/2020, que proíbe, até 31 de dezembro de 2020, liminar de despejo para inquilinos que tiveram corte total ou parcial de sua renda em ações protocoladas na Justiça a partir do dia 20 de março (marco oficial do início da pandemia). O projeto abrange nove pontos do direito civil e do consumidor.

Leia também: Como escolher imóveis para alugar em Cuiabá

Por volta de julho (2020), após quatro meses desde o início da pandemia do COVID-19, começou uma onda de renegociações de aluguéis. Muitos proprietários de imóveis estão entendendo a situação de seus inquilinos e, para não perderem a renda, estão diminuindo o valor do aluguel.

Imóveis à venda em Cuiabá

Aqui na CID você encontra imóveis à venda e para locação em Cuiabá. Navegue no nosso site para conhecer todas as opções e filtre a sua busca para ela ser mais assertiva. Qualquer coisa, entre em contato conosco para tirar suas dúvidas sobre como comprar ou como alugar!

Leia também: Por que investir em imóveis em Cuiabá