CID Imóveis

Com a redução de taxas como a Selic, que alcançou em 2020 uma de suas menores porcentagens, houve o fortalecimento do mercado imobiliário e a abertura de novas oportunidades para fechar negócios de venda de imóveis.

Você já sabe como comprar um imóvel, mas está na dúvida sobre como funciona um financiamento imobiliário? Confira neste post as principais diferenças entre o SFH e SFI, e escolha qual é a melhor opção para você!

O que é e como funciona um financiamento imobiliário?

O financiamento imobiliário é um dos principais recursos usados para adquirir um imóvel, seja residencial ou comercial, e baseia-se no pagamento pelo banco do valor solicitado na venda, que é compensado pelo comprador com parcelas ao longo dos anos.

Atualmente há diversas opções de financiamento, entretanto, antes de serem realizados, alguns requisitos devem ser cumpridos, como:

  • pagamento de um valor de entrada que corresponde a uma parcela de 15% a 30% do custo total do imóvel;
  • renda mínima de acordo com o financiamento;
  • ter 18 anos ou mais;
  • ser adimplente, ou seja, não ter dívidas em órgãos como Serasa ou SPC.

Além disso, é importante lembrar que durante todo o período de parcelamento, que pode chegar até 35 anos, o banco detém a posse do imóvel enquanto não houver o quitação. 

Por isso, será necessário cumprir à risca o pagamento de todos os custos (incluindo taxas e impostos complementares) e não será possível realizar qualquer tipo de venda do imóvel, embora exista a possibilidade de transferir o financiamento.

Os tipos de financiamentos imobiliários

Se você já entendeu todos os requisitos necessários para realizar a compra de um imóvel, e está avaliando qual é a melhor opção, descubra tudo o que você precisa saber sobre as modalidades de financiamento imobiliário mais usadas: SFH e SFI.

Sistema Financeiro da Habitação (SFH)

Criado pelo governo para auxiliar pessoas que desejam adquirir a casa própria e que não têm condições financeiras para financiar valores altos, o Sistema Financeiro da Habitação (SFH) tem sido muito utilizado no mercado imobiliário para aquisição de imóveis, além de construções e até mesmo reformas.

Esse tipo de financiamento utiliza como base o FGTS e a caderneta de poupança, fornece preços de taxas reduzidas e possui algumas características, como:

  • os imóveis podem ser financiados somente se seu valor total for de no máximo 800 a 950 mil reais (é preciso consultar o limite de acordo com o estado ou distrito);
  • ao contrário de outros tipos de financiamento, o SFH possibilita que grande parte do valor do imóvel seja parcelado, o que chega a ser 80% do total;
  • possibilita uma maior quantidade de parcelas de pagamento, o que pode chegar a 35 anos;
  • exige que o comprador não tenha outros financiamentos em vigor;
  • o comprador deve estar residindo no mínimo há 1 ano na mesma região da localização do imóvel;
  • o imóvel pode ser apenas residencial.

Para quem deseja adquirir a sua casa com facilidades de pagamento e financiamento, o SFH é uma das melhores opções, já que permite que o comprador tenha maiores prazos, pague menores taxas e utilize o seu FGTS para quitar a dívida. Além disso, nessa modalidade é possível renegociar a dívida com mais flexibilidade, caso seja necessário.

Sistema Financeiro Imobiliário (SFI)

O Sistema Financeiro Imobiliário (SFI) é um outro tipo de financiamento imobiliário que foi criado para atender às necessidades de um tipo de comprador diferente do SFH.

No SFI, há a possibilidade de realizar financiamentos de imóveis com valor a partir de 1 milhão e meio de reais, sendo possível a aquisição por pessoas físicas ou jurídicas. Além disso, 90% a 100% do total do imóvel pode ser financiado nesta modalidade, havendo a possibilidade de um parcelamento de até 35 anos.

Contudo, há uma importante restrição para quem deseja optar por esse tipo de financiamento: o FGTS ou a caderneta de poupança não podem ser usados para quitar a dívida

Formas de pagamento das modalidades de financiamento imobiliário

Atualmente o financiamento imobiliário possibilita três tipos principais de pagamento de parcelas: Tabela Price, SAC e SACRE. Confira mais a seguir!

Tabela Price

O Sistema Francês de Amortização (Tabela Price) se baseia no parcelamento a longo prazo em que cada parcela possui valor fixo e inclui os mesmos valores de juros de financiamento do início ao fim do processo.

Sistema de Amortização Constante (SAC)

O Sistema de Amortização Constante (SAC) baseia-se no parcelamento com valores decrescentes ao longo do financiamento. Ou seja, as parcelas finais serão menores do que as iniciais, e isso ocorre devido à redução dos juros sobre o valor da amortização e do saldo devedor.

Sistema de Amortização Crescente (SACRE)

Como alternativa à Tabela Price e ao SAC, há o SACRE, que é caracterizado pelo pagamento de parcelas com valores variáveis (as primeiras são maiores do que as últimas), mas que possibilita que haja descontos no pagamento total. Isso ocorre, pois a cada ano o valor a ser pago é calculado a partir do saldo devedor correspondente, o que reduz significativamente os juros.

Recursos para financiar um imóvel pelo SFH

Você optou pelo SFH e quer conhecer as possibilidades desse financiamento? Conheça o programa Casa Verde e Amarela e saiba como a composição de renda pode te ajudar a realizar esse sonho.

Casa Verde e Amarela (substituto do Minha Casa Minha Vida)

Criado com foco nas regiões Nordeste e Norte e como um substituto do Minha Casa Minha Vida, o programa Casa Verde e Amarela objetiva melhorar as residências construídas e ampliar as oportunidades de aquisição da casa própria. Essa mudança ocorre por meio da redução das taxas de financiamento e uso da composição de renda para o parcelamento, além da continuidade do uso do FGTS para quitar a dívida.

Composição de renda

Famílias de baixa renda que desejam financiar uma moradia podem usar a composição de renda para atender aos requisitos mínimos. Esse recurso reúne as rendas de todos os membros da família que desejam participar do pagamento, ampliando as chances dos moradores adquirirem seu imóvel.

Vantagens de comprar com a CID

Só na CID, imobiliária em Cuiabá, você encontra profissionais experientes e qualificados para administrar patrimônios com excelência e garantir um serviço de qualidade. Nos mantemos atualizados e buscamos aprimoramento constante para melhorar os processos burocráticos e trazer ainda mais confiança para os nossos clientes.

Por isso, se você deseja anunciar, comprar, alugar ou esclarecer qualquer tipo de dúvida para aquisição do seu imóvel, entre em contato com a gente! Estamos à disposição.